Falso Barbatimão

Cód. Item Outros produtos Sementes Caiçara


R$ 35,00
à vista (5% desconto já calculado) no boleto bancário ou depósito.
ou em até 2x De R$18,42 Sem juros
  • Ver Parcelas
      Cartão de crédito:
      1x De R$ 36,84 sem juros Total: R$ 36,84
      2x De R$ 18,42 sem juros Total: R$ 36,84
      Para financiamento com juros de 0% a.m.
  • 100g
  • 250g
  • 500g
  • 1 kg

Informações do produto


Falso Barbatimão


 

Conhecido como: Faveira, farinha, barbatimão-de-folha-miúda, barbatimão-falso, canalístula, faveiro.

 

Nome científico: Dimorphandra mollis Benth.

 

Sementes por kg: 1 kg contém aproximadamente 3.700 unidades.

 

Família: Leguminosae-Mimosoideae

 

Origem: Cerrado brasileiro

 

Utilidades: A madeira é empregada apenas para tabuado, confecção de caixas, compensados, forros, painéis, brinquedos e para lenha e carvão. A casca é rica em tanino e outrora muito utilizada para curtir couro. Suas vagens (fava) são tóxicas para o gado bovino. A árvore apresenta qualidades ornamentais que a recomendam para o paisagismo. Pela ampla adaptação a terrenos secos e pobres, é ótima para o plantio em áreas degradadas de preservação permanente, apesar do moderado crescimento.

 

Crescimento: Crescimento moderado.

 

Quebra de dormência: A escarificação mecânica a melhor forma para quebrar a dormência.

 

Tempo de germinação: 10-30 dias.

 

Características: Planta decídua, heliófita, pioneira, seletiva xerófita, característica do cerrado e do campo cerrado. Apresenta ampla e contínua dispersão por quase todo o cerrado do Brasil Central. Ocorre preferencialmente em terrenos altos e bem drenados, geralmente em moderada densidade populacional. Pode ser encontrada tanto em formações primárias quanto em secundárias.

 

Ocorrência: Pará, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul, na vegetação do cerrado.

 

Morfologia: Altura de 8-14 m, dotada de copa rala e alta, com tronco de 30-50 cm de diâmetro, revestido por casca acinzentada com ritidoma escamoso, reticulado e laminar. Flores branco-cremes, dispostas em espigas cilíndricas e estas, por sua vez, reunidas em corimbos terminais. Fruto legume achatado.

 

Fenologia: Floresce a partir do final de outubro, prolongando-se até janeiro. A maturação dos frutos ocorre em agosto-setembro.

 

Época de floração e frutificação: a floração acontece de outubro a abril, com picos entre outubro e janeiro, e a frutificação ocorre durante o ano todo, com maior atividade de agosto a setembro.

 

Amadurecimento do fruto: Setembro.

 

Avaliações dos Clientes


Dúvidas dos clientes


Está com dúvida sobre este produto? Veja se ela já foi esclarecida com a pergunta de outros clientes.

  Ainda com dúvida? Pergunte!
  • Nenhuma Pergunta