Tingui do Cerrado

Cód. Item Outros produtos Sementes Caiçara


R$ 32,00
  • Ver Parcelas
      Cartão de crédito:
      1x De R$ 32,00 sem juros Total: R$ 32,00
      2x De R$ 16,00 sem juros Total: R$ 32,00
      Para financiamento com juros de 0% a.m.
  • 100g
  • 250g
  • 500g
  • 1 kg

Informações do produto


Tingui do Cerrado


 

Conhecido como: Tingui, Tingui-do-Cerrado, Cuitê, Tingui-Capeta, Timbopeba, Tingui-de-Cola e Tangui (MA).

 

Nome científico: Magonia pubescens A. St. - Hil.

 

Sementes por kg: 1 kg de sementes contém aproximadamente 447 unidades.

 

Família: Sapindaceae.

 

Origem: Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, São Paulo, Sergipe.

 

Utilidades: A madeira é empregada na construção civil, como caibros, ripas, para confecção de esquadrias, batentes de portas e janelas e, para lenha e carvão. A infusão da casca da raiz é empregada para tinguijar (intoxicar) os peixes das lagoas para posteriormente serem capturados. As sementes são usadas na indústria caseira para compor arranjos florais secos. A árvore é bastante ornamental, principalmente pela folhagem com aspecto redilhado; pode ser empregada na composição de jardins e praças e, principalmente para arborização de ruas estreitas. Planta pioneira adaptada a terrenos fracos, é indicada para plantios de áreas degradadas de preservação permanente.

 

Crescimento: O desenvolvimento das plantas no local definitivo é também moderado, podendo atingir 2,5 m aos 2 anos.

 

Quebra de dormência: A escarificação mecânica e embebição em água por 24h mostrou-se um método eficiente para quebra de dormência tegumentar desta espécie.

 

Tempo de germinação: 15-25 dias e a germinação geralmente é elevada.

 

Características: Planta decídua, heliófita, seletiva xerófita, amplamente distribuída nos cerrados do Brasil Central. Ocorre em moderada frequência tanto em formações primárias como secundárias, porém sempre em terrenos altos e bem drenados.

 

Ocorrência: Ceará até Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso, no cerrado.

 

Morfologia: Altura de 5-9 m, com tronco de 20-30 cm de diâmetro. Folhas compostas paripenadas, com 3-6 pares de folíolos glabros, de 6-12 cm de comprimento por 3-5 m de largura. 

 

Fenologia: Floresce durante os meses de agosto-setembro. A maturação dos frutos verifica-se nos meses de agosto-setembro, quase simultaneamente com a nova florada.

 

Época de floração e frutificação: A floração e a frutificação ocorrem no inverno.

 

 

Amadurecimento do fruto: Junho. 

 

Avaliações dos Clientes


Dúvidas dos clientes


Está com dúvida sobre este produto? Veja se ela já foi esclarecida com a pergunta de outros clientes.

  Ainda com dúvida? Pergunte!
  • Nenhuma Pergunta